Deixe um comentário

O que eu vi em 19 anos de revolução? por Roberto Bonnet

Bonnet1  Ontem (17/04), fizemos aniversário da revolução da páscoa de 95 e neste período vi muitas e muitas alegrias, como também a inveja e a mediocridade de muitos. Muito mais que nos 70 anos anteriores, onde éramos apenas um time pequeno e sem pretensões a nível de futebol Brasileiro, ou seja, um clube fadado ao segundo plano e sem ambições de grandes feitos. Um clube que no máximo almejaria uma participação na primeira divisão e lutaria para não cair.

Mas graças aos verdes (única vez que agradeço a eles), levamos um chocolate naquela fatídica páscoa e dela surgiu Mario Celso Petraglia.

No primeiro ano, já estávamos na primeira divisão com Oséas e Paulo Rink. Em 1997 já tínhamos um Centro de Treinamento, que após reformas se tornou o melhor do Brasil e que em 2014 hospeda a Espanha, campeã mundial. Em 1999, ganhamos a seletiva para Libertadores e pela primeira vez entramos para disputar um torneio reconhecido mundialmente pelos clubes e dificuldades do jogo, verdadeiras guerras!

E a revolução continuava. Ainda em 1999 inauguramos a Arena da Baixada, momento mágico e inesquecível. Há 15 anos atrás já tínhamos o melhor estádio do Brasil e da América Latina.

2001? Campeão Brasileiro, quadrado mágico e estrela amarela!!!! Para lembrar, o título se deu graças ao Mario Celso Petraglia, versões mentirosas dizem que o Presidente vencedor na época era a “rainha da Inglaterra” de nome Marcus. que somente queria o bônus da vitória e jamais o ônus da derrota. Não participou do dia-a-dia do clube como sempre fez MCP, foi como disse, apenas um presidente de fotografia.

Em 2004, Vice-Brasileiro novamente com Jadson, Fernandinho & Cia Ltda. Em 2005 o primeiro Namingh Rights do Brasil com a Kyocera e Vice da Libertadores, jogando contra os “Bambis” e fora de nossos domínios. Na calada da noite e nos subterrâneos do poder, nos tiraram o mando da Arena com medo da derrota. Jamais esquecemos, pois laudos técnicos comprovavam a capacidade de se fazer na Arena a final daquela Libertadores. NUNCA o futebol paranaense tinha ido tão longe em uma competição internacional.

Ao final de 2008 o chefe da revolução se retirá do dia-a-dia do CAP e um hiato de 3 anos ocorre tendo como desfecho a volta para segunda divisão. Neste período os mandatários não queriam Copa e muito menos investir na Base. E têm atleticano que acredita que o Potencial Construtivo foi obra do Enio Fornea e que o investimento em base foram graças ao MM, Henrique Gaede & a política + chuteiras.

Esquecem que eles zombaram, menosprezaram a Copa em Curitiba e em nossa Arena, querendo entregar nosso bem mais precioso para a OAS de forma gratuita. Vendilhões do templo!!!! Destruíram as categorias de base e agora querem assumir o bônus da revelação de Marcos Guilherme, Natham e Otávio….e outros. Esses mesmos que agora querem a paternidade do filho bonito (Gaede, Diogo Fadel, Tobias e outros) nunca acompanharam o dia-a-dia do clube, vivenciando o mesmo depois das 18 horas!!!! Queriam usufruir do “status” do cargo e não do ônus, deveres e responsabilidades do mesmo! Somente colunistas tendenciosos e que jamais foram sócios levantam esses factóides e falácias.

Um clube jogado as traças por 3 anos (2009/11) e que ao final retornava após 16 anos a segunda divisão!!!! Era necessário a segunda revolução!!!

Com a possibilidade de entrega de nossa Arena para OAS, de se perder a Copa em Curitiba e nossa cidade e com o desmanche das categorias de base, ressurge o Presidente Mario Celso Petraglia. estava na hora do êxodo, de fugir da escravidão das empreiteiras.

E assim o fez, dando continuidade a revolução que se fazia necessário novamente!! A Continuidade do projeto, parado e abandonado por 3 anos e que precisava de uma INDEPENDÊNCIA para continuar trilhando nosso futuro. E assim foi feito! Com sua proposta de auto-gestão, fugimos da dependência de empreiteiras que queriam nossa escravidão eterna.

Ao primeiro ano, com luta e sacrificio jogando todas fora de casa e em uma segunda divisão, retornamos ao nosso lugar de origem, de onde nunca deveríamos ter saído, ou seja, voltamos a primeira divisão.

Em 2013, quebrando os antigos paradigmas, mostrou ao futebol que era necessário valorizar a base, colocando o sub-23 para disputar o campeonato regional. Novamente referência ao Brasil, por quebrar a velha ordem! Mas para aos incautos, invejosos e pobres de pensamento, voltamos a ser gigantes, chegando ao mesmo tempo na ponta de dois campeonatos nacionais (Vice na Copa do Brasil e terceiro no Brasileiro), jogando novamente todas fora de nossos domínios e a custo zero em futebol! Lembro, não priorizamos nenhum em detrimento do outro, como fizeram os outros clubes.

E pasmem!!!! Têm gente que ainda quer fazer oposição! Memória curta ou mal intenção? Nenhum atleticano fez mais do que ele em 90 anos e nestes 19 anos de revolução o mínimo que podemos fazer é ter gratidão por aquilo que foi feito e pelo muito que ainda está fazendo.

Teremos uma Arena que será referência ao Brasil, com uma Arena multi-eventos em acoplada ao complexo em 2015, única a nível mundial e em uma área que se estende da Getúlio Vargas a Brasilio Itibere. Mas alguns insistem que precisamos voltar a ser pequenos, saudosistas do antigo CAP de antes de 1995, que não tinha nem Arena, nem CT e muito menos futebol!!! O que ganhamos e fizemos com eles? Nada!

Falar e cobrar futebol agora é fácil, com tudo pronto e depois dos sacríficios e anos fora de nossa casa, jogando contra tudo e contra todos se torna fácil. Querem sentar na janela, após as dificuldades pois sabem que nunca teriam a capacidade de fazer. É mais fácil que um “louco” faça!!! Por que não cobraram futebol antes de 1995 ou no período do hiato de 2009/11? Todos eles (cardeais), estavam lá, orbitando pelo CAP desde os anos 70/80 e década de 90. Esqueci que nestes período não se tinha Mario Celso Petraglia a frente do clube, trabalhando todas os dias de manhã, tarde e noite para fazer de nosso CAP gigante. Um homem de 70 anos que não precisava nada disso, que poderia estar aproveitando sua vida, mas que está fazendo novamente por amor ao Clube para que possa terminar o período de revolução, visando transformar nossa instituição em uma das maiores da América!

Para finalizar lembro e digo: Se hay Petraglia soy a favor!!!!! Para os opositores lembro:Por que não te calas!!!!! Nada fizeram e quando tiveram a oportunidade destruiram. E viva la revolucion del PARANAENSE!!!!

observatorio_mcp_005

SRN

Roberto Bonnet

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s