Deixe um comentário

CAP é superado pelo The Strongest e está fora da Bridgestone Libertadores

33968_13970052190_thumb-5-3

O desafio do Rubro-Negro pela última rodada da fase de grupos da Copa Bridgestone Libertadores teve dois adversários. Além do time do The Strongest, o Furacão precisou enfrentar os 3.660 metros de altitude da cidade de La Paz. Mesmo com as dificuldades, o primeiro tempo acabou empatado em 1 a 1, com gol de Adriano. Porém, no segundo tempo, o Strongest marcou o gol da vitória e garantiu vaga à próxima fase da competição.

O jogo
Jogando na altitude de La Paz, o time da casa iniciou a partida tentando pressionar o Furacão, arriscando em chutes de longa distância e em jogadas laterais. Porém, o Rubro-Negro também chegou algumas vezes com perigo. Aos 21 minutos, Marcelo lançou Ederson na área, que driblou o goleiro e mandou para as redes, mas foi marcado impedimento no lance.
O goleiro Weverton sentiu os efeitos da altitude e com tontura, teve que ser atendido três vezes em campo. Mesmo assim, salvou o Atlético aos 35 minutos. Reinoso saiu cara a cara com o goleiro, que fez linda defesa, em chute rasteiro.
Três minutos depois, o The Strongest abriu o placar. Weverton cortou escanteio da esquerda, no rebote, a bola foi alçada novamente para a área e quando tentou afastar, Manoel acabou marcando contra. 1 a 0.
O Furacão não desanimou e continuou no ataque. Aos 46 minutos, Adriano subiu mais que a zaga e cabeceou forte, mas a bola passou raspando a trave. Porém, o Imperador deixou sua marca ainda na primeira etapa. Mirabaje lançou Marcelo, que deu um toque da direita. A bola passou pelo goleiro e Adriano empurrou para o gol, marcando pela primeira vez com a camisa do Furacão. 1 a 1.
Como o empate classificava o time brasileiro, o Strongest voltou para o segundo tempo pressionando muito o Rubro-Negro. E o gol do time boliviano saiu aos nove minutos. Soliz recebeu na direita, tocou na saída de Weverton e deixou o time mandante novamente na frente. 2 a 1.
Miguel Angel tentou colocar fôlego novo no time atleticano, com as entradas de Zezinho e Marcos Guilherme. O Furacão chegou com velocidade com Natanel, aos 29 minutos, que assustou o The Strongest. No lance seguinte, o próprio Natanael pegou rebote de escanteio e chutou de longe, a bola passou perto do gol. Com a vantagem, os bolivianos esfriaram o jogo e conseguiram a vitória, que classifica a equipe à próxima fase da Libertadores.
Ficha técnica:
The Strongest 2 x 1 Atlético Paranaense
Copa Bridgestone Libertadores – Fase de Grupos
Data: 08/04/2014
Local: Estádio Hernando Siles, La Paz [Bolívia]
Árbitro: Roddy Zambrano [Equador]
Auxiliares: Luis Vera e Edwin Bravo [Equador]
The Strongest: Vaca; Parada, Bejarano, Lopes e Wayar; Soliz (Cristaldo) (Rios), Chumacero, Castro e Chávez; Escobar e Reinoso (Veizaga)
Técnico: Eduardo Villegas
Atlético Paranaense: Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; João Paulo, Paulinho Dias (Crislan) e Mirabaje (Marcos Guilherme); Marcelo, Adriano e Ederson (Zezinho)
Técnico: Miguel Angel
Gols: Manoel [contra], aos 38’ do 1º T (The Strongest), Adriano, 47’ do 1º T (Atlético Paranaense), Soliz, aos 9 do 2º T (The Strongest)
Cartão Amarelo: Crislan (Atlético Paranaense)
Fotos: Gustavo Oliveira/Site Oficial

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s