5 Comentários

Nenhum endividamento preocupa, quando a nossa capacidade de gerar receitas é infinitamente superior a ele. por José Aníbal Petráglia.

JAPBem se vê que este cidadão, Jean Claude não conhece o MCP, sua vida, trajetória profissional, preparos, contatos, experiências, conhecimentos e tudo o mais, e, muito menos, a sua capacidade de negócios, coisa que ele, Jean Claude, não tem na mesma medida. O mercado deve estar mal, mesmo, para contratar e permitir a sobrevivência da sua empresa W3OL Comunicação Ltda. Com esta visão micro e medíocre, certamente jamais será um vencedor. O MCP é um Vencedor na Vida em inúmeros setores e segmentos. Qual Midas, onde coloca a mão, vira ouro. A visão do cidadão da W3OL inexiste… é um cego comercial, pois incapaz de saber e perceber as diferenças entre o endividamento do CAP para construir a Arena Fifa, em torno dos R$ 150.000.000,00, dando como garantias, PARA COBRIR E GARANTIR EMPRÉSTIMOS DEVIDOS ÀS PARTES DOS GOVERNOS, diga-se de passagem, parte do seu patrimônio, CT e Arena Fifa, sendo que eles valem várias vezes mais. Ressalte-se que a cegueira é tanta, para um empreendedor como ele, Jean Claude, que não enxerga que nem o potencial de Marketing Esportivo do CAP foi incluído, Naming Rights, Mídias, Contratos, etc e, muito menos, as vendas de partes dos direitos dos Craques em formação no Clube. Acrescente-se a isto, que a maior empresa de exploração de eventos esportivos e não esportivos, do mundo, AEG, já foi cooptada e fará das Arenas CAP, Polos Curitibanos de atração de eventos internacionais de toda ordem. Some-se as receitas outras de aluguéis da Arena Fifa,mais as receitas dos jogos e conclui-se, primariamente e puerilmente, que os 150 Milhões a serem pagos, com carência de 3 anos, virou troco!!!! Se for implementada e concluída a sustentabilidade elétrica prevista, as receitas com a venda da energia excedente ao sistema elétrico brasileiro, em fase de colapso, contribuirá muito para a soma das demais receitas… Ora, somente com as receitas dos quase 40 Mil Sócios pagante adimplentes, o CAP poderá formar times e times vencedores, colocando suas pratas da casa na vitrine e mais receitas com suas vendas… Sem nada disto, antes do fatídico período MM, 2009-2011, o CAP já era superavitário, imagine agora, único Clube sem Dívidas com o Fisco e dono completo do seu negócio Futebol! Ou o tal cidadão desconsiderou que o Futebol passou a ser a indústria mais rica do mundo e maior potencial de gerar receitas, só perdendo para o tráfico de drogas??? Imagine-se estes 150 Milhões comparados com os Bilhões que o CAP poderá arrecadar, a exemplo do que ocorre com o Manchester United, Real Madrid, Barça. Bayern, etc etc… O fato é que, com a Copa do Mundo no Brasil e com o Projeto criado, lutado implantado e a ser concluído pelo CAP, Conselhos, Equipes de Colaboradores, MCP e Sócios Verdadeiros Atleticanos Verdadeiros” nestes últimos 3 anos, lançará o Clube Atlético Paranaense num patamar jamais pensado ou conseguido pelas cabeças tacanhas e medíocres do pessoal da Aldeia… Só o fato da Espanha ter contratado o CT Caju para a sua Seleção, já lançou o CAP mais para o alto. Principalmente se lembrarmos que a Alemanha optou por construir o seu CT para a Copa, em terras brasileiras. Desta forma, cidadão Jean Claude, nem se preocupe com o CT e Arena dados em garantias! Nenhum endividamento preocupa, quando a nossa capacidade de gerar receitas é infinitamente superior a ele. O Sr. deveria saber disto…afinal, se diz empresário…infelizmente, sem visão. Podemos afirmar isto, pelo seu relato acima.

Sds.

José Aníbal.

Anúncios

5 comentários em “Nenhum endividamento preocupa, quando a nossa capacidade de gerar receitas é infinitamente superior a ele. por José Aníbal Petráglia.

  1. Parabéns pela coluna! Só não enxerga quem não quer, assunto mais que batido!

    Curtir

  2. Parabêns… O que a inveja, a mediocridade ou a miopia fazem com algumas pessoas…

    Curtir

  3. […] Nenhum endividamento preocupa quando a nossa capacidade de gerar receitas e infinitamente superior a… […]

    Curtir

  4. Parabéns pela ótica empresarial futurista,está correto o enfoque!

    Curtir

  5. Desculpe, mas eu li o artigo do Jean Claude e não vi nenhum menosprezo ao MCP. Muito pelo contrário. Não entendi, José Aníbal. Explica melhor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s