Deixe um comentário

Fundações pelo mundo: Saiba mais sobre ações da Fundação Real Madrid

32990_13887699650_thumb-5-3

O Atlético Paranaense criou sua própria fundação, a FUNCAP. Já prevista no Estatuto do Clube, a fundação é um passo importante para o futuro e a consolidação da marca do CAP. A ideia, definida em Estatuto, é criar e desenvolver programas na área social, educacional e cultural.

A prática já é comum em grandes clubes da Europa como Barcelona, Real Madrid, Milan, Manchester United, Ajax, entre outros. O Site Oficial do CAP trará exemplos de ações sociais e educacionais feitas por estas fundações e que ajudam diversas pessoas.
Veja abaixo, matérias que falam sobre algumas das ações da Fundação Real Madrid:
Fundação Real Madrid abre escola no Algarve
Centro sócio-desportivo dirige-se aos jovens desfavorecidos dos concelhos de Vila Real de Santo António e Castro Marim
26 de Julho de 2011 às 15h03
O Real Madrid inaugura em Outubro uma escola desportiva no Algarve, que vai proporcionar a prática desportiva às crianças desfavorecidas de Vila Real de Santo António e de Castro Marim. A notícia foi confirmada esta terça-feira por Luís Gomes, presidente da Câmara de Vila Real de Santo António.
“É uma honra ter a possibilidade de oferecer aos nossos jovens a oportunidade de treinarem numa escola do Real Madrid, nas modalidades de futebol e basquetebol, sem qualquer custo”, disse, adiantando que a escola terá “turmas mistas” e se dirige a crianças “socialmente desfavorecidas ou com problemas de integração”.
Uma das últimas escolas que a Fundação Real Madrid abriu foi em Novembro de 2010, no Rio de Janeiro. Há também propostas para a abertura de escolas de futebol nos distritos de Díli, Baucau e Bobonaro (Timor) e em Angola. As escolas do Real Madrid são dirigidas a jovens entre os 6 e os 17 anos e contratam localmente as equipas técnicas.
Fundação Real Madrid abrirá escola socioesportiva no Paquistão
15 de Novembro de 2012 às 15h04
A Fundação Real Madrid anunciou nesta quinta-feira que abrirá na próxima temporada uma escola socioesportiva no sul do Paquistão, em colaboração com uma entidade local, para que, segundo a organização, mais de 250 crianças recebam uma educação baseada em valores esportivos.
Segundo um comunicado divulgado pelo clube espanhol, a escola será dirigida a meninos e meninas com idade entre 8 e 13 anos “em risco de exclusão social” e será localizada na cidade portuária de Karachi, a principal metrópole do Paquistão.
A Fundação paquistanesa Amã – que centra seu trabalho filantrópico em aspectos como a saúde, a educação e a nutrição – colaborará com o Real Madrid diretamente do Paquistão para tentar reduzir os baixos índices de escolarização existentes no país do Oriente Médio.
“Graças à prática esportiva, estes meninos e meninas terão uma motivação extra para estudar e aprenderão a jogar futebol e basquete mediante os valores transmitidos pelo Real Madrid: companheirismo, esforço, igualdade e respeito”, disse a fundação em comunicado.
O vice-presidente executivo da Fundação Real Madrid, Enrique Sánchez, e o executivo-chefe da Fundação Amã, Ahsan Jamil, foram os encarregados de assinar o convênio de colaboração entre as duas entidades nesta quinta-feira, no estádio Santiago Bernabéu.
Fundação do Real Madrid anuncia nova excursão para jovens brasileiros
Intuito do programa não é encontrar grandes talentos do esporte e recrutá-los para jogar no clube, mas sim promover a integração de diferentes culturas e ensinar valores
16 de abril de 2013 às 17h56
A Fundação Realmadrid anunciou uma parceria para levar crianças brasileiras – de nove a 17 anos – até o seu Centro de Treinamento na capital espanhola. A promoção do projeto Campusexperience foi apresentada nesta terça-feira na sede da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp) e ainda conta com a participação da agência de viagens G6.
A excursão será realizada entre 13 e 28 de julho, sendo a maior parte deles na ‘Cidade do Real Madrid’, localizada em Valdebebas, onde as crianças poderão conhecer e vivenciar a rotina de um atleta, além de serem submetidas a uma dieta rigorosa, semelhante à dos jogadores de profissionais. Contudo, não está previsto o contato dos jovens com as estrelas do time profissional do clube espanhol.
Nos poucos dias de folga que têm, os garotos vão até Madri, onde irão conhecer o centro da cidade, acompanhados por monitores e guias e também ganham a chance de um passeio pelo Santiago Bernabéu e de pisar no gramado de um dos mais famosos estádios do mundo.
São dois tipos de programa: o Campus Futbol Interno e o Campus Futbol Tecnificacion. O primeiro é voltado para quem gosta muito do esporte e quer apenas aproveitar a chance de viver o dia a dia de uma grande estrela de um dos maiores times do mundo. Já o segundo vai além, e promete melhorar os fundamentos básicos dos participantes, que precisam passar por uma avaliação antes de serem aprovados para participarem do treinamento. O intuito do programa não é encontrar grandes talentos do esporte e recrutá-los para jogar nos merengues, mas sim promover a integração de diferentes culturas e ensinar valores do esporte e do clube, tais como liderança, companheirismo, tolerância, trabalho em equipe e humildade.
“Não podemos vender aos pais algo que não vamos cumprir. As crianças não vão para a Espanha para uma peneira do Real Madrid, ou para serem observadas. Claro que, se elas se destacarem muito, o pessoal de lá vai conversar com os pais, mas esta não é a ideia, a princípio”, afirma o diretor da G6, Caio Buchalla
Aproximadamente 50 brasileiros participaram do último intercâmbio, que foi realizado em julho de 2012 e que contou com crianças de 52 nacionalidades diferentes. A expectativa dos organizadores é que o número de representantes do Brasil só aumente nas próximas edições.
Para a responsável pelo programa no Brasil, Marta Iglesis, a experiência garante desenvolvimento e amadurecimento aos jovens como a qualidade de vida e a disciplina, além da grande troca de informações com pessoas de outros países.
“Os valores propagados pelo clube são assimilados e eles voltam mais maduros de si, com mais bagagem cultural. É uma experiência realmente formativa, eu tenho muito orgulho de representar o programa”, declara.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s